Não possui cadastro? cadastre-se

Depoimento Karen Manneschi

Karen Manneschi

Como passam pelas aprovações de várias entidades e associações do setor, os manuais oferecem uma padronização no escopo de trabalho proporcionando uma legítimidade no processo de projeto.

 

Conheço o trabalho dos Manuais de Escopo desde o lançamento do manual de Coordenação de Projeto, há cerca de sete anos, e fiz parte, como pesquisadora pela USP, da equipe que desenvolveu os manuais de Vedações Verticais e Revestimento de Fachadas, cujo início foi em 2008.

 

Como passam pelas aprovações de várias entidades e associações do setor, os manuais oferecem uma padronização no escopo de trabalho proporcionando uma legitimidade no processo de projeto. Eu e meus colegas de escritório procuramos sempre nos balizar nos manuais em nossas atividades, seja no desenvolvimento ou na elaboração de uma proposta, pois se tornam mais coesas, já que permeiam todas as fases do processo de projeto.

 

Outro benefício é que a relação com meu contratante passa a ser mais transparente: ao citar na minha proposta as atividades que serão desenvolvidas durante o processo, o meu cliente já sabe o que esperar de mim, o que ele efetivamente irá receber. Quem nos contrata muitas vezes não tem a menor noção do processo do projeto, não sabe o momento certo da contratação, o que deve e quando deve contratar, nem tampouco o que deve conter um projeto para que se tenha uma mínima qualidade aceita. Observamos que ainda a falta de preparo do contratante para saber expor as suas necessidades ou as necessidades do produto, variam também conforme cada região em que esse está inserido. Essa carência latente, reflete e impacta muito nos desenvolvimentos dos projetos.

 

Além disso, na medida em que os concorrentes adotam o mesmo escopo de trabalho, baseando-se nos manuais, não há mais uma competição desleal por preço. Sem esse escopo definido, cada profissional poderia entregar uma proposta e produto diferente, com o escopo que cada profissional julgasse como correto, o que na verdade, nem sempre condiz com as boas práticas de engenharia. Mesmo ainda existindo a competição por preço, atualmente as grandes incorporadoras e construtoras já enxergam o diferencial competitivo na contratação de profissionais que possuem um escopo definido de trabalho, e conseguem distinguir profissionais que possuem um padrão de conduta de boas práticas ligado ao escopo de projetos.

 

Temos levado essa prática também para projetos feitos para clientes no Peru e em Angola porque esses países não têm escopos definidos.

 

Karen Manneschi, arquiteta e mestre em engenharia civil pela POLI-USP, trabalha na Mecatron Arquitetura e Consultoria Ltda, escritório especializado em projeto para produção de vedações verticais, coordenação, compatibilização e desenvolvimento de projetos e soluções para racionalização construtiva. Utiliza os manuais de escopo de coordenação de projeto, arquitetura e vedações verticais em sua atividade profissional.

Patrocinadores
Daikin Promaflex ConstruOffice Sistema Navis

Saiba mais
Manuais de Escopo
 
® Secovi 2017 - Todos os direitos reservados Site desenvolvido por Sistema Navis