Não possui cadastro? cadastre-se

Depoimento Marcelo Rozemberg

Marcelo Rozemberg

Desde 2004, foram publicados 14 Manuais de Escopo, com 312,5 mil downloads - entre manuais e checklists - e mais de 26 mil usuários cadastrados até o fim de 2012. Somados aos 7,7 mil acessos totais a todos os manuais e 4,8 mil propostas feitas nesses cinco meses de funcionamento do novo site e do lançamento da 1ª revisão geral, são números suficientemente eloquentes.

 

Segundo o CONFEA/CREA, há 560 mil engenheiros no Brasil, e como nem todos trabalham com o mercado de construção, é indiscutível que os manuais têm uma grande entrada entre esses profissionais, comprovando que o esforços das entidades tem surtido efeito.

 

O mercado vem aderindo e se adaptando a essa sistematização de trabalho gradativamente, por reconhecer nela, sem burocracia e formalismos, a agregação de valor no desenvolvimento de projetos e sua contribuição para reduzir impasses e aumentar a produtividade dos escritórios.

 

Meu escritório trabalha com uma variedade grande de tipos de obras (indústrias, shopping centers, empreendedores imobiliários, arquitetos, agências públicas, entre outros) e costumeiramente baseamos nossas propostas nos manuais.

Para nós, o mais usado é o de Estruturas. Além de aplicar suas diretrizes, também recomendamos aos clientes que acessem os demais manuais. No início, a primeira reação deles era de surpresa por desconhecer a existência desse tipo de documentação. De uns tempos para cá, muitos já os conhecem e alguns chegam a pedir ou recomendar sua adoção.

Percebemos que as negociações contratuais e o acompanhamento administrativo dos contratos vêm se tornando cada vez mais simples. E o desenvolvimento técnico do projeto também tem fluído com mais facilidade pela compreensão dos diversos papéis e obrigações, o que, naturalmente, vem refletindo em melhor desempenho do escritório.

Deve ser destacado o esforço contínuo e conjunto das várias entidades no trabalho dos manuais ao longo destes 12 anos, tornando-os vivos e atualizados. Mesmo depois do lançamento da revisão geral feita nos últimos dois anos, as entidades envolvidas seguem coletando informações e comentários do mercado sempre em busca de oferecer diretrizes para a melhor prática aos profissionais.

 

 

Marcelo Rozenberg, engenheiro civil formado na Poli-USP, titular da GTP (Grupo Técnico de Projetos, empresa especializada em projetos de estruturas industrializadas), conselheiro da ABECE e do Instituto de Engenharia, e idealizador do Manual de Escopo de Estruturas.

Patrocinadores
Daikin Promaflex ConstruOffice Sistema Navis

Saiba mais
Manuais de Escopo
 
® Secovi 2017 - Todos os direitos reservados Site desenvolvido por Sistema Navis