Não possui cadastro? cadastre-se

Como impermeabilizar paredes de áreas molhadas

14/03/2019


Em março, profissionais da área da construção civil se reúnem na principal feira de revestimentos da América Latina, a Expo Revestir, para conhecer as tendências, lançamentos e novas tecnologias do setor. Entre os revestimentos para paredes, azulejos, cerâmicas, porcelanatos e pastilhas, por exemplo, são mais comuns em áreas molhadas, como banheiros, cozinhas e lavanderias. Para garantir a alta durabilidade e a baixa manutenção, a impermeabilização é essencial.

 

Por estarem sujeitos à umidade ou receberem água diretamente, as paredes ficam propensas à proliferação de fungos, bolor, manchas, e até problemas mais profundos, como infiltrações, quando não protegidas adequadamente. Essas situações são mais complexas do que se pode imaginar: as consequências vão desde o estufar das placas até o comprometimento das estruturas. O processo de impermeabilização visa evitar todos esses contratempos, além de agregar valor ao imóvel.

 

Segundo o diretor executivo do IBI Brasil, José Miguel Morgado, a maneira mais indicada de impermeabilizar as paredes de áreas molhadas é da forma rígida, que utiliza argamassa polimérica ou impermeável.

 

A argamassa polimérica é industrializada e pronta para uso; basta misturar o cimento aos aditivos minerais. O primeiro passo é se certificar de que a superfície está limpa, sem nenhum resíduo. Depois, o impermeabilizante deve ser aplicado com brocha ou projetado com equipamentos de projeção de forma linear por toda a parede, que deve estar umedecida. No caso de boxes de banheiro, cerca de 1 m de altura do chão, a aplicação deve ser reforçada com uma segunda demão no sentido cruzado depois de seis horas, se estendendo ao piso, assim como a terceira demão. Para a proteção dos rejuntes, o ideal é usar produtos protetores ou seladores de rejuntes.

 

Já a argamassa impermeável é preparada na obra através da mistura do cimento, areia e água com um aditivo impermeabilizante. Deve ser chapiscada, com duas ou três camadas de 1,5 cm de espessura. Para alisar a massa, a desempenadeira de madeira é a mais adequada, já que mantem os poros. A argamassa deve permanecer úmida por, no mínimo, três dias.

 

Sobre o IBI Brasil:

 
O IBI – Instituto Brasileiro de Impermeabilização foi fundado em abril de 1975. É uma entidade técnica sem fins lucrativos, que tem como finalidade principal o estudo, a pesquisa e o desenvolvimento de produtos, serviços e do mercado de produtos químicos voltados para construção civil. Para tanto, promove ações e parcerias com institutos de pesquisa; órgãos públicos; projetistas e universidades. É administrado por um Conselho Deliberativo, eleito pelos sócios, com mandato de dois anos. Congrega em seu quadro sócios beneméritos, fundadores, fabricantes, aplicadores, distribuidores e revendedores de produtos impermeabilizantes e químicos voltados a construção civil, assim como profissionais liberais, professores e estudantes que se interessem pelo assunto – impermeabilização. Informações: www.ibibrasil.org.br – IBI: Avenida Queiroz Filho, 1700, 5º andar, sala 507, Torre D – Sunny Tower, Condomínio Villa Lobos Office Park – Vila Leopoldina – São Paulo (SP) – Tel. 11 3255-2506.

 

Fonte: IBI

 

 

 

 

 

                                                                                                                                                                             

Patrocinadores
Daikin Promaflex ConstruOffice Sistema Navis

Saiba mais
Manuais de Escopo
 
® Secovi 2019 - Todos os direitos reservados Site desenvolvido por Sistema Navis